Flickr Images

07 outubro 2016

O chamado do anjo - Guillaume Musso



Sinopse: Nova york, Aeroporto JFK. Na sala de embarque lotada, um homem e uma mulher se esbarram, espalhando suas coisas pelo chão. Após uma discussão banal, cada um segue seu caminho. Madeline e Jonathan nunca haviam se visto e jamais deveriam voltar a se encontrar. Porém, ao recolher seus pertences, trocaram por descuido os celulares. Quando percebem o engano, já estão a dez mil quilômetros um do outro - ela é florista em Paris, ele tem um restaurante em San Franciso. não demora muito para ambos cederem à curiosidade, explorando o conteúdo dos respectivos aparelhos. Uma dupla indiscrição, que leva a uma revelação inesperada - suas vidas estão ligadas por um segredo que eles julgavam enterrado para sempre...

Não sei quantas vezes comecei e desisti de ler esse livro. E me arrependo disso. Sinceramente não sei o que me fez demorar tanto pra ler, já havia lido "A garota de papel" e foi um dos livros mais incríveis que eu já li e, portanto, sabia da capacidade do autor de surpreender.
O livro começa um tanto tímido e extremamente delicado, como se fossem dois amigos se conhecendo. Aos poucos vamos conhecendo a vida de Madeline e Jonathan e nos vemos mais envolvidos nos segredos que rondam as suas vidas. Qual poderia ser a ligação entre uma florista de Paris e um chef de San Francisco que nunca se viram?



Os dois personagens começam a história como pessoas aparentemente comuns. Madeline parece uma florista sofisticada, prestes a se casar com o homem perfeito. Mas essa é só a primeira impressão, no decorrer do livro ela se mostra uma mulher forte e determinada que passou por muita dificuldade e que se mudou para Paris pra esquecer um passado que quase a matou. Já Jonathan parece um simples chef em San Francisco que após se divorciar da mulher vê seu filho apenas algumas semanas por ano. Um homem que deixou de confiar nas mulheres e que perdeu sua inspiração (o que me fez lembrar de Tom Boyd - A garota de papel). O que ninguém imagina é que ele já foi o "Imperador" e que perdeu quase tudo. Até ser salvo por uma pessoa que ele nunca mais viu...
Desde o primeiro dia, tivera aquela impressão louca de que a vida de Madeline e a sua estavam ligadas por um fio invisível. Aquela noite conseguira identificar o elo perdido...
Assim que cada um está com o celular do outro eles não resistem em explorar as informações que os aparelhos possuem: fotos, vídeos, e-mails... Até se depararem com algo que os uni num terrível mistério. Um mistério no qual um deles quase perdeu a vida e o outro foi salvo. Um mistério que passa a ser uma missão de vida e uma dívida de gratidão.

Estava escrito. Um estranho golpe do destino, que escolhera aproximá-los num momento decisivo. O chamado do anjo, como dizia sua avó...

A partir da terceira parte do livro o autor muda o ritmo que agora é uma corrida contra o tempo. Poderão os dois resolver o mistério e se libertarem do seu passado?

Quem espera um romance, espero que não se decepcione. Ele existe, mas de forma sutil. É até bonito ver a forma com que os dois se relacionam. Bom, na verdade eles não conseguem ficar mais do que cinco minutos sem discutir, o que deixa o casal ainda mais simpático. Mas o foco da história é o suspense, que te faz querer chegar logo ao fim e saber se a história vai ter um final feliz.

Essa história começou com sangue e vai terminar com sangue.

Uma característica marcante desse autor é que seus livros nunca podem ser classificados por um gênero: romance, ficção, suspense... tudo pode mudar de uma hora para outra. O que parece começar como um simples romance pode ser tornar um suspense de tirar o fôlego e dar nós nas mentes. O que faz de Guillaume Musso um escrito notável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do post? Seu comentário é sempre bem-vindo!
Se quiser receber novidades sobre o blog, siga-nos!
E não se esqueça de deixar o seu link para que eu possa visitá-los...
Volte sempre!