Flickr Images

28 maio 2015

Álbum de casamento - Quarteto de noivas 01 - Nora Roberts

Sinopse: Quando crianças, as amigas Parker, Emma, Laurel e Mac adoravam fazer casamentos de mentirinha no jardim. E elas pensavam em todos os detalhes. Depois de anos dessa brincadeira, não é de surpreender que tenham fundado a Votos, uma empresa de organização de casamentos bem-sucedida. Mas, apesar de planejar e tornar real o dia perfeito para tantos casais, nenhuma delas teve no amor a mesma sorte que tem nos negócios. Até agora. Com várias capas de revistas de noivas no currículo, a fotógrafa Mac é especialista em captar os momentos de pura felicidade, mesmo que nunca os tenha experimentado em sua vida. Por causa da separação dos pais e de seu difícil relacionamento com eles, Mac não leva muita fé no amor. Por isso não entende o frio na barriga que sente ao reencontrar Carter Maguire, um colega de escola com o qual nunca falara direito. Carter definitivamente não é o seu tipo. Professor de inglês apaixonado pelo que faz, ele cita Shakespeare e usa paletó de tweed. Por causa de uma antiga quedinha por Mac, fica atrapalhado na frente dela, sem saber bem como agir e o que falar. E mesmo assim ela não consegue resistir ao seu charme. Agora Carter está disposto a ganhar o coração de Mac e convencê-la de que ela é capaz de criar suas próprias lembranças felizes. 

Por incrível que pareça esse é o primeiro livro da Nora que leio. E o começo não me convenceu muito,  mas resolvi dar uma chance a Mac e suas sócias. Mas só depois que conheci o Carter é que a leitura realmente me arrebatou de vez, acho que foi amor à primeira vista pelo Dr. Maguire e toda a sua doçura.

Mackensie Elliot é a fotógrafa da empresa Votos, especializada em casamentos fundada junto com mais três amigas: Parker, Laurel e Emma. Cada uma exerce um papel fundamental na empresa e juntas conseguem transformar sonhos em realidade. Mac é a que captura os momentos mais felizes do casal, tornando-os eternos. Só que ela não acredita em finais felizes, pelo menos em relação a ela. Isso porque ela tem uma mãe desnaturada que já casou três vezes, sem contar os inúmeros namorados que teve. Linda é uma pessoa com uma mentalidade infantil e egoísta que não pode pensar nos outros, inclusive suas próprias filhas, sequer uma vez. E o pior, segundo Mac, é que ela realmente acredita que tem razão em tais atos, como pedir dinheiro a Mac pra ir se recuperar de um rompimento em um Spa de luxo ou ligar pra filha em meio a uma tempestade de neve desesperada porque o novo namorado viajou a negócios e não a levou junto. Assim, é de se esperar que Mac tenha problemas com relacionamentos.

25 maio 2015

Delirio - Lauren Oliver

Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos.
Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas.
Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?

Comecei a ler Delírio ano passado, li uns 30% dele e não sei exatamente o motivo eu praticamente o abandonei. O pior é que não era o primeiro livro da Lauren Oliver que eu abandonava, fiz isso também com "Antes que eu vá" que por sinal eu ainda não terminei. Bom, eu estava meio decepcionada com o último livro que li, Reiniciados de Terri Terry (ainda não fiz a resenha, mas logo eu comento sobre ele), aí eu resolvi arriscar e continuar a ler Delírio.

A história dele é a seguinte, Lena Haloway mora em Portland, num futuro distópico onde o amor é visto como uma doença. Aos 18 anos todo cidadão passa por um procedimento chamado de Intervenção, ou a cura. Assim ninguém mais será infectado pelo Amor Deliria Nervosa. Prestes a completar 18 anos, Lena anseia pela cura, pela promessa de felicidade e plenitude sem a ameaça da loucura causada pelo Amor.

18 maio 2015

Serie de Tv Os instrumentos Mortais: atores contratados

Acho que todos os fãs de "Os instrumentos mortais" já sabem que a ABC fará uma série inspirada nos livros da Cassandra Clare. Pelo que eu pude perceber o pessoal está muito animado, ainda mais com o fracasso do filme "Cidade dos ossos".
Já sabe quem são os atores que vão interpretar Clary, Jace, Simon e seus amigos e inimigos? Se não confira aqui...

16 maio 2015

Adaptações de livros disponíveis no Netflix

Quer coisa melhor do que juntar livros e filmes? Acho que todo leitor adora quando seu livro favorito ganha uma adaptação pro cinema, né? Pensando nisso eu separei algumas adaptações que estão disponíveis no Netflix...

  • Sherlock Holmes - famoso personagem de Arthur Conan Doyle é adaptado por Guy Ritchie
 Final do século XIX. Sherlock Holmes (Robert Downey Jr.) é um detetive conhecido por usar a lógica dedutiva e o método científico para decifrar os casos nos quais trabalha. O dr. John Watson (Jude Law) é seu fiel parceiro, que sempre o acompanhou em suas aventuras. Porém esta situação está prestes a mudar, já que Watson pretende se casar com Mary Morstan (Kelly Reilly). Isto não agrada Holmes, que não deseja o afastamento do colega. O último caso da dupla envolve Lorde Blackwood (Mark Strong), por eles presos ao realizar um ritual macabro que previa o assassinato de uma jovem. Blackwood já havia matado quatro mulheres e tem fama junto a população de ser um poderoso feiticeiro. Ele é preso e depois condenado à forca, mas misteriosamente é visto deixando o túmulo onde seu caixão foi deixado. Holmes e Watson são chamados para solucionar o caso e logo ele se torna um grande desafio para o detetive, que não acredita em qualquer tipo de magia. Em meio às investigações há o retorno de Irene Adler (Rachel McAdams), uma ladra experiente por quem Holmes tem uma queda.
  •  As vantagens de ser invisível escrito pelo roteirista e também diretor do filme Sthephen Chbosky
 Charlie (Logan Lerman) é um jovem que tem dificuldades para interagir em sua nova escola. Com os nervos à flor da pele, ele se sente deslocado no ambiente. Sua professora de literatura, no entanto, acredita nele e o vê como um gênio. Mas Charlie continua a pensar pouco de si... até o dia em que dois amigos, Patrick (Ezra Miller) e Sam (Emma Watson), passam a andar com ele.


  • Série Millenium, Stieg Larsson - Na versão sueca todos os filmes da trilogia estão disponíveis. Há também a versão americana do primeiro livro.
  • Os homens que não amavam as mulheres
Harriet Vanger desapareceu 36 anos atrás sem deixar pistas na ilha de Hedeby, um local que é quase propriedade exclusiva da poderosa família Vanger. Apesar da longa investigação policial a jovem de 16 anos nunca foi encontrada. Mesmo depois de tanto tempo seu tio decide continuar as buscas, contratando o jornalista investigativo da revista Millennium, Mikael Blomkvist, que não está em um bom momento de sua vida, enfrenta um processo por calúnia e difamação. Mas, quando o jornalista se junta a Lisbeth Salander, uma investigadora particular nada usual, incontrolável e antissocial, a investigação avança muito além do que todos poderiam imaginar.

    A menina que brincava com fogo
Após um ano viajando pelo mundo, Lisbeth Salander (Noomi Rapace) retorna à Suécia. Logo ela é acusada pela morte de Dag Svensson (Hans Christian Thulin) e sua namorada Mia (Jennie Silfverhjelm). Dag estava preparando uma matéria investigativa sobre tráfico humano para a revista Millennium, enquanto que Mia estava terminando um livro sobre as conexões dos agentes secretos da extinta União Soviética no restante da Europa. Lisbeth é também acusada pela morte de Nils Bjurman (Peter Andersson), seu tutor, que queria recuperar um vídeo comprometedor que está com ela. Após encontrar os corpos de Dag e Mia, Mikael Blokvist (Michael Nyqvist), o editor da Millennium, passa a investigar o caso para provar a inocência de Lisbeth.

    A Rainha do castelo de ar
Após quase ser morta pelo próprio pai, Lisbeth Salander (Noomi Rapace) é levada para o hospital em estado grave. Lá também está internado o pai dela, Alexander Zalachenko (Georgi Staykov), que se tornou uma grande ameaça devido às informações que possui. Alexander era um agente soviético que trabalhava para um restrito grupo sueco, que agora teme o que ele possa revelar às autoridades. Para eliminar a ameaça, é enviado ao hospital um homem com pouco tempo de vida, que tem por objetivo matar Alexander e Lisbeth. Entretanto, ele apenas consegue matar Zalachenko e, logo em seguida, se suicida. A partir de então Lisbeth se recupera fisicamente para enfrentar um processo nos tribunais, recebendo a ajuda do editor da revista Millennium, Mikael Blomqvist (Michael Nyqvist).  

  • Eu sou o número 4 de Pittacus Lore, primeiro de uma longa série que parece que não terá mais adaptações
 Nove alienígenas fugiram do planeta Lorien, onde eram conhecidos por números, para se esconder na Terra. O objetivo era se esconder dos Mogadorians, inimigos que precisam eliminar todos eles - e na ordem certa - para que poderes especiais não possam ser usados contra eles no futuro. A caçada já começou e os números Um, Dois e Três já foram assassinados. O número Quatro vive disfarçado entre os humanos, como John Smith (Alex Pettyfer), ajudado por seu protetor Henri (Timothy Olyphant) na tranquila cidade de Paradise, em Ohio. Enquanto descobre seus novos poderes, Smith conhece a estudante Sarah Hart (Dianna Agron) e se apaixona por ela, colocando em risco a vida de ambos e o futuro de sua raça, porque o inimigo já o localizou. A sua sorte é que a número Seis (Teresa Palmer) também o encontrou e ela pode ajudar na batalha.
  • Os Miseráveis, clássico de Victor Hugo em uma adaptação musical com Hugh Jackman como Jean Valjean
    Adaptação de musical da Broadway, que por sua vez foi inspirado em clássica obra do escritor Victor Hugo. A história se passa em plena Revolução Francesa do século XIX. Jean Valjean (Hugh Jackman) rouba um pão para alimentar a irmã mais nova e acaba sendo preso por isso. Solto tempos depois, ele tentará recomeçar sua vida e se redimir. Ao mesmo tempo em que tenta fugir da perseguição do inspetor Javert (Russell Crowe).

    E aí, já assistiu algum desses filmes? Comente o que achou deles. Logo, logo farei um post com as séries que foram inspiradas em livros...

O visconde que me amava - Julia Quinn

A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será
Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.

Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.

Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.

Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.

Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.
Faz muito tempo que não lia um romance histórico, não que eu não goste do gênero, mas é que há algum tempo eu devorei tantos livros desse tipo que tive uma overdose... kkk
Agora só leio em pequenas doses...
"O visconde que me amava" é o segundo livro da Série Os Bridgertons e conta a história de Anthony, o filho mais velho e herdeiro do título de visconde. Cada um dos irmãos vai receber sua própria história, então, os livros podem ser lidos separadamente mas aconselho a lê-los na ordem de publicação pois podem ocorrer spoilers de outros personagens.

15 maio 2015

Leituras de abril

Estes foram os livros que li mês passado


 Maze Runner - Correr ou morrer - James Dashner
 Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho.

Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam à Clareira, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar - chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo.

Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr, correr muito.


A mulher enjaulada - Jussi Adler-Olsen
No auge da carreira política, a bela e reservada Merete Lynggaard desaparece. As investigações que se seguem não rendem muitas informações à polícia, levando ao arquivamento do caso. Passados alguns anos, o detetive Carl Mørck, responsável pelo recém-criado Departamento Q — uma seção para casos importantes não solucionados — é encarregado de descobrir o que, afinal, aconteceu a ela. Então, com seu assistente, Assad, ele inicia uma busca pelos rastros desse mistério e, para isso, Carl precisa vasculhar o passado de Merete, guardado a sete chaves, para descobrir a verdade.
 Eu sou o número Quatro - Pittacus Lore
Nove bebês aliens estão se escondendo entre os seres humanos, eles fugiram de seu planeta natal, Lorien, para se esconder na Terra. Uma espécie invasora, os Mogadorians, destruíram seu planeta, e seguiram eles a Terra para caçá-los. Cada um dos nove aliens é dado a um tutor para desenvolver seus poderes sobre-humanos enquanto se tornam adultos e lhes são atribuídos números. Estas últimas crianças de Lorien só pode ser mortas na sequência de seus números.


 O dominador - Tess Gerritsen
Após o estrondoso sucesso em O Cirurgião, a personagem Jane Rizzoli esta de volta em mais um livro empolgante. Aqui não existem estereótipos. Jane Rizzoli é durona, mas também humana; e seu nêmesis, Warren Hoyt, é genuinamente perverso, sem nenhuma sombra de culpa ou remorso por seus crimes. Ainda mais perturbador e eletrizante, O DOMINADOR continua a trama do romance anterior. Depois de levar para trás das grades o psicopata Warren Hoyt - mais conhecido como "O Cirurgião" -, a detetive se vê diante de um maníaco que reproduz as assustadoras atrocidades de Warren. No decorrer das investigações, Jane vai descobrir que há muito mais ligações entre os dois assassinos do que ela supunha.
 O evangelho de sangue - James Rollins e Rebecca Cantrell
Autores de vários bestsellers, James Rollins e Rebecca Cantrell combinam seus talentos – ele, a habilidade em misturar ciência e mistérios históricos; ela, a perícia em criar uma atmosfera de suspense e sensualidade – em mais uma parceria de sucesso. Primeiro volume da série A Ordem dos Sanguinistas, O evangelho de sangue é um thriller gótico sobre vampiros (e outros seres sobrenaturais), uma ordem ancestral e a busca por um livro milagroso, há muito perdido. Ação e mistério ditam o tom da trama, uma bem-sucedida mistura de Entrevista com o vampiro com O Código Da Vinci.
 Dois garotos se beijando - David Levithan
Baseado em fatos reais e em parte narrado por uma geração que morreu em decorrência da Aids, o livro segue os passos de Harry e Craig, dois jovens de 17 anos que estão prestes a participar de um desafio: 32 horas se beijando para figurar no Livro dos Recordes. Enquanto tentam cumprir sua meta — e quebrar alguns tabus —, os dois chamam a atenção de outros jovens que também precisam lidar com questões universais como amor, identidade e a sensação de pertencer.

 O que me faz pular - Naoki Higashida
Naoki Higashida sofre de autismo severo. Com grande dificuldade de se comunicar verbalmente, o jovem aprendeu a se expressar apontando as letras em uma cartela de papelão, e, aos treze anos, realizou um feito extraordinário: escreveu um livro. Delicado, poético e profundamente íntimo, O que me faz pular traz uma nova luz para entendermos a mente autista. O jovem explica o comportamento muitas vezes desconcertante das pessoas com autismo e compartilha conosco suas percepções de tempo, vida, beleza e natureza, apresentadas em um relato e um conto inesquecível.

14 maio 2015

Top 5 chick-lits que dariam um bom filme da Sessão da Tarde

Sabe aqueles filme que passam umas 100 vezes na sessão da tarde mas que você adora assistir mesmo sabendo de cor todas as falas das personagens? Eles são clichês, te fazem rir, chorar e se apaixonar pelos mocinhos... Tem muitos que já saíram das páginas dos livros como "O diabo veste Prada", "O diário de Bridget Jones" ou "O noivo da minha melhor amiga". Então eu resolvi fazer um post sobre os livros que podiam virar um bom filme de comédia romântica... e ainda vou dar meu palpite pros papéis principais....

Um amor de detetive - Sarah Mason

Neste divertido romance de estréia de Sarah Mason, Um amor de detetive, os opostos se encontram e - como não poderia deixar de ser -, também se atraem. A bela Holly Colshannon é uma ambiciosa e desastrada jornalista da Bristol Gazette. James Sabine (apenas um pouco mais bonito que ela), é um sargento-detetive durão, grosseiro e ressentido. Levados pelo acaso , eles se encontram diversas vezes por conta de uma série de coincidências bastante oportunas. Rapidamente, a determinada Holly vê em James a grande chance de progredir em sua carreira e decide segui-lo por um período de seis semanas a fim de escrever uma coluna criminal, que poderá vir a ser o seu primeiro sucesso jornalístico. O lado positivo da situação é que ela consegue obter a tão sonhada coluna O lado negativo é que o bonitão não está nem um pouco feliz com a presença constante de Holly em sua vida.

11 maio 2015

Anexos - Rainbow Rowell






 Beth Fremont e Jennifer Scribner-Snyder sabem que alguém está monitorando seus e-mails de trabalho. (Todo mundo na redação sabe. É política da empresa.) Mas elas não conseguem levar isso tão a sério, e continuam trocando e-mails intermináveis e infinitamente hilariantes, discutindo cada aspecto de suas vidas. Enquanto isso, Lincoln O’Neill não consegue acreditar que este é agora o seu trabalho – ler os e-mails de outras pessoas. Quando ele se candidatou para ser “agente de segurança da internet”, se imaginou construindo firewalls e desmascarando hackers – e não escrevendo um relatório toda vez que uma mensagem esportiva vinha acompanhada de uma piada suja. Quando Lincoln se depara com as mensagens de Beth e Jennifer, ele sabe que deveria denunciá-las. Mas ele não consegue deixar de se divertir e se cativar por suas histórias. No momento em que Lincoln percebe que está se apaixonado por Beth, é tarde demais para se apresentar. Afinal, o que ele diria...?
Anexos é o primeiro livro de Rainbow que leio, ela também escreveu Eleanor & Park e Ligações. Confesso que tinha uma ideia bem diferente do livro, esperava um chicklit daqueles cheios de micos e cenas constrangedoras mas não é isso que acontece. O livro é inteiramente sobre o ponto de vista de Lincoln intercalado pelas trocas de e-mails de Beth e Jennifer.
Durante a leitura do livro percebemos o quão solitária é a vida de Lincoln e o quanto ele se envolve com Beth e Jennifer mesmo sem conhecê-las. Lincoln é aquele cara invisível, com poucos amigos e que ainda mora com a mãe, não que isso o incomode, o grande problema da sua vida é que, aos 28 anos, ele ainda não decidiu o que ele quer  dela.