Flickr Images

30 abril 2015

O que me faz pular - Naoki Higashida








Naoki Higashida sofre de autismo severo. Com grande dificuldade de se comunicar verbalmente, o jovem aprendeu a se expressar apontando as letras em uma cartela de papelão, e, aos treze anos, realizou um feito extraordinário: escreveu um livro. Delicado, poético e profundamente íntimo, O que me faz pular traz uma nova luz para entendermos a mente autista. O jovem explica o comportamento muitas vezes desconcertante das pessoas com autismo e compartilha conosco suas percepções de tempo, vida, beleza e natureza, apresentadas em um relato e um conto inesquecível.

O que me faz pular é um livro que deveria ser lido por todas as pessoas. Primeiro porque ele foi escrito por um garoto autista e, se um garoto autista para para escrever um livro ele deve ser lido. Segundo, o livro traz muitas respostas sobre o comportamento de pessoas autistas. Escrito em um esquema de perguntas e respostas, Naoki nos abre às portas para dentro de sua própria mente.
Do seu ponto de vista, o mundo do autismo deve parecer um lugar extremamente misterioso. Portanto, por favor, pare um pouco e ouça o que tenho a dizer.
Naoki nos leva a um mundo onde a comunicação é um grande caos e nos emociona com sua visão do mundo. É impressionante a forma como ele vê as coisas que o cercam e que nos relata isso de forma quase poética usando uma prancha de alfabeto japonês. Falar pra ele é algo muito difícil porque as palavras somem antes mesmo dele conseguir pronunciá-las. Pra mim parece tentar pegar bolhas de sabão no ar e além disso você tem que pegar exatamente aquela que contém aquilo que você deseja expressar. E quando a bolha explode você perde totalmente aquilo que queria dizer. É frustrante.